Data

A paz do Senhor Jesus Cristo. Hoje é

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Questiona ou adora!



“Eis que o nosso Deus, a quem nós servimos, é que nos pode livrar; ele nos livrará da fornalha de fogo ardente, e da tua mão, ó rei. E, se não, fica sabendo ó rei, que não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste.”
Daniel 3:17-18

 Ao analisarmos a situação de Sadraque, Mesaque e Abedenego (nomes babilônicos, pois na verdade eram seus nomes: Hananias, Misael e Azarias) vemos que eles não se preocuparam com a consequência de não adorar a estátua de ouro que o rei Nabucodonozor  levantou  para que TODOS adorassem ao toque da buzina, do saltério, da harpa. Quero lembrar que a consequência seria a morte, isso mesmo, a morte já que seriam lançados na fornalha de fogo ardente.  



 O que chama a atenção no texto acima é a expressão " se não", foi certamente uma afronta ao rei, haja visto que não importava a consequência, no caso deles a morte, mas importava que eles não se prostrariam, não adorariam a estátua do rei mesmo se Deus não os quisesse livrar, ou seja, se prostravam, adoravam apenas a Deus. Sabemos que foram lançados na fornalha que fora aquecida sete vezes mais do que costumava se aquecer e ainda assim  eles, atados diga-se de passagem, passearam no meio do fogo ao lado do Senhor.
Em muitos momentos somos colocados diante de "fornalhas" que são nada mais, nada menos do que provas da nossa fé, submissão  e comunhão com Deus. Vivemos com a ideia de que Deus tem que fazer ou fazer, mesmo sem perguntarmos se é a vontade de Deus ou não, sem sabermos se é a hora ou não. Concordo que não temos muita culpa disso, afinal somos humanos e mortais e não temos a capacidade de saber do amanhã, haja visto que o amanhã pertence a Deus. Mas, não cabe-nos questionar Deus e sim adora-lo. Devemos entender que Deus sempre vai nos dar o melhor, Ele sabe de nossas necessidades, conhece nossos anseios.
Cabe ressaltar que diante das fornalhas Deus está provando a nossa fé e sim devemos colocar em prática a palavra de Deus, quando diz: Não temas. 
As estátuas de ouro do rei Nabucodonozor de hoje em dia são outras, porém da mesma forma continuam requerendo prostração e adoração. Vemos estas estátuas na televisão, na internet, na mídia escrita, no rádio, no consumo exagerado de bens desnecessários, na sede de liderança, na sede de poder, no desenfreado apelo sexual, no uso de roupas insinuantes, na necessidade constante de parecer melhor do que os outros, na aparência de espiritualidade, na necessidade de dinheiro e muitas outras estátuas que com certeza já foram apresentadas a você e que, infelizmente, fizeram você se prostrar e adorar, mesmo que inocentemente, entristecendo a Deus e se distanciando dele.  
Que a partir de hoje passemos a observar estas possíveis "estátuas de ouro" colocadas diante de nós e que como Sadraque, Mesaque e Abedenego retenhamos a nossa fé firme no Senhor que pode nos livrar, se Ele quiser, das fornalhas de fogo ardente. Que o amor de Deus que excede todo o nosso entendimento seja derramado sobre a sua vida e de sua família em nome de Jesus Cristo. Amém!