Data

A paz do Senhor Jesus Cristo. Hoje é

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Você é um espelho que reflete a imagem do Senhor!

E aconteceu que, descendo Moisés do monte Sinai trazia as duas tábuas do testemunho em suas mãos, sim, quando desceu do monte, Moisés não sabia que a pele do seu rosto resplandecia, depois que falara com ele. Olhando, pois, Arão e todos os filhos de Israel para Moisés, eis que a pele do seu rosto resplandecia; por isso temeram chegar-se a ele.”
Êxodo 34 vv 29-30

Durante a peregrinação do povo de Israel no deserto, Moisés mantinha contato regular com o Senhor. Sempre que Moisés entrava para falar com o Senhor, sua face começava a brilhar, refletindo a glória da presença de Deus. Quando ele saía, tinha que cobrir seu rosto para que o povo não se cegasse com o fulgor. O brilho começava a desvanecer gradativamente, mas os israelitas não o percebiam por causa do véu que Moisés usava. Quando ele retornava à tenda da congregação, sua face começaria a luzir, novamente, com a glória do Senhor.

 Moisés tinha motivos para buscar a presença de Deus, ele sabia da sua responsabilidade de conduzir o povo de Deus e para isso, ele precisou ter intimidade com Deus e através deste ato expressivo que se tornou uma atitude incomum para o povo que estava sobre a sua liderança.  Nós, como Moisés, contemplamos o Senhor com a face desvendada, sem véu. E, como ele, nosso rosto é transformado e começa a luzir com a glória do Senhor. Isto não é físico, em nosso caso, mas representa a radiante transformação espiritual que experimentamos. Cada cristão, de certa forma, repete as experiências de Moisés.Mas, há diferenças entre nós e Moisés. Diferente da situação dos israelitas, todo discípulo hoje contempla o Senhor. Nos dias do Sinai, somente o guia, Moisés, viu-o (por assim dizer é claro). O povo, por causa da culpa do pecado, era incapaz de contemplar o Senhor, ou de ver o resplendor da face de Moisés. Agora que a culpa dos pecados do cristão foi perdoada por Jesus Cristo, ele pode contemplar a glória de Deus na face de Jesus Cristo. Da mesma forma, diferente de Moisés, nosso rosto não deve ser vendado, não é colocado mais o véu. A luz de Jesus Cristo dentro de nós não deve ficar escondida; antes, outros devem ver a glória do Senhor refletida em nossa 'face', em nosso caráter.Somos diferentes de Moisés no fato que a glória no rosto de  Moisés desvaneceu, e a nossa deve intensificar "de glória em glória"(2 Coríntios 3 v.18).   
Muitos de nós não refletimos a imagem do Senhor, através de Jesus Cristo em nossas vidas . Preferimos muitas outras "atividades" a estar na presença de Deus, contemplar sua face, se alimentar com sua palavra. É verdade que nos dias atuais pouco tempo temos disponível para pararmos e muitas vezes separarmos minutos sequer para estar diante do Senhor, contudo é importante que estejamos sim com o propósito e objetivo diário de, como Moisés, refletir a glória do Senhor.  Mesmo com os dias atribulados sempre temos que ter o contato diário com Deus, busca pouco, recebe pouco, busca mais, reflete mais, recebe mais!
 Moisés estava conectado com Deus durante todos os dias. Muitas vezes perdemos o foco de estarmos ligados com Deus durante o dia de trabalho, no qual temos muitas atribuições e esquecemo-nos de buscar a presença daquEle que pode trazer quietude aos nossos corações diante de tantas obrigações que nos são impostas. Não devemos deixar de cultivar nosso relacionamento com Deus, porque tudo provem dEle e tudo está sobre o seu controle.  A nossa primazia deve ser Ele, pois Ele nunca deixará de atender as nossas orações.
Refletir a imagem, a glória de Deus em nossa face deve ser a nossa meta. Atento para o fato de que não estou dizendo que devemos ser Super Crentes ou Crentes Superpoderosos, afinal devemos ser imitadores de Jesus Cristo e a imitação nunca é igual completamente, Jesus Cristo não cometeu pecado e nem da sua boca se achou engano (1 Pedro 2 v.22). 
Esta verdadeira meta do cristão: refletir a glória de Jesus Cristo e ser transformado em sua imagem. Cristianismo é muito mais do que moralidade e comparecimento à igreja; é um processo dinâmico resultante em Jesus Cristo sendo formado no coração do cristão (Gálatas 4 V.19). Nós cristãos devemos começar a parecer com Jesus Cristo, a refletir a imagem de Jesus Cristo. Não há segredo quanto a como esta transformação acontece. Acontece  contemplando Jesus Cristo através da sua palavra. Quanto mais olhamos para ele, meditamos nele, e procuramos copiá-lo, mais o Senhor nos transformará, mais refletiremos a sua imagem. E a mudança é para ser progressiva, ou seja, continuamente crescente. Jesus Cristo deve habitar em nosso coração mais e mais a cada dia. Enquanto o Espírito Santo executa sua obra, o caráter de Deus deve emergir progressivamente na estrutura e natureza de nossa vida para que a glória do Senhor seja refletida em nós como em um espelho. Só podemos experimentar  o melhor de Deus para nossas vidas se cultivarmos a comunhão com Ele , para que as pessoas possam ver em nós o brilho da sua glória e  atrair os que ainda não foram alcançados pelo amor de Deus.
Lembre-se: você é um espelho que reflete a imagem do Senhor! 
Que o amor de Deus que excede todo o nosso entendimento seja derramado sobre a sua vida e da sua família em nome de Jesus Cristo. Amém!
E aconteceu que, descendo Moisés do monte Sinai trazia as duas tábuas do testemunho em suas mãos, sim, quando desceu do monte, Moisés não sabia que a pele do seu rosto resplandecia, depois que falara com ele.
Olhando, pois, Arão e todos os filhos de Israel para Moisés, eis que a pele do seu rosto resplandecia; por isso temeram chegar-se a ele.

Êxodo 34:29-30