Data

A paz do Senhor Jesus Cristo. Hoje é

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

"A cruz é pesada,o caminho é apertado e a porta é estreita "

"E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem." Mateus 7 v.14

Vivemos hoje com a  a ideia de que o crente não deve chorar nem passar por qualquer tipo de sofrimento. Crente deve ser próspero, crente deve ser feliz e viver sempre sorrindo. A verdade, por muita gente desconhecida, é que a fidelidade a Deus não nos garante uma vida livre de dores, aflições e sofrimento, afinal foi o Senhor Jesus Cristo quem disse: "Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo." João 16 v.33
 

Dizer que aos crentes e fiéis dizimistas está garantia uma vida de flores, sem choro, sem batalha espiritual, sem arrocho financeiro, é conversa fiada. Jesus Cristo disse que seus seguidores deveriam carregar sua própria cruz, caminhar por um caminho apertado e passar por uma porta estreita . Era da vontade de Deus que Paulo pregasse o evangelho em Roma. Apesar de sua fidelidade a Deus, os caminhos lhe foram difíceis. Enfrentou provações várias, naufrágio, tempestade, prisões.
 Não podemos fingir-se de surdos à zombaria e piadas em torno desse que é, certamente,  "outro evangelho". As pessoas tendem a nivelar todas as Igrejas Evangélicas pelo que veem na televisão, ou pelo que veem em um ou outro culto. Eu teria o mesmo pensamento se não fosse evangélico. É preciso esclarecer a opinião pública sobre o que diz a Bíblia Sagrada a respeito de cada nova ideia extravagante, cada modismo que acaba se tornando um "outro evangelho". Que sejam ouvidas as vozes, hoje cessadas e o protesto dos líderes que defendem a pregação de um evangelho livre de heresias e da  irracionalidade.
Se eu não  conhecesse a verdade bíblica se tornaria difícil detectar as heresias. 
A propósito a Bíblia Sagrada não é um livro de receitas, não apresenta orientações sobre situações particulares, não é um livro de leis que estabelece penalidades em tempo e agravo. Muitos dos exemplos bíblicos se ocorressem hoje em dia   teriam um "novo" desfecho. 
Vamos passear pela Bíblia Sagrada para vermos o que aconteceu e o que aconteceria hoje em dia.
Jonas fugiu para Társis a fim de não levar as orientações de Deus ao povo Assírio e Deus teve misericórdia dele, após ser jogado ao mar e então vomitado em uma praia para depois cumprir o intento divino. Se Jonas vivesse hoje, certamente estaria sendo tratado como desviado, sendo "usado" pelo inimigo e quando voltasse teria que ser disciplinado para só depois da disciplina fazer a vontade de Deus;
 Se o pecado de adultério e co-autoria num homicídio cometido pelo rei Davi fosse nos dias de hoje, a culpa seria do encosto que estaria nele, ele estaria "possuído". Uma série de cultos de libertação seriam necessários para pôr o encosto em retirada. 
 Depois de  ouvirem a pregação de Pedro, muitos, perguntaram: "Que faremos nós?"  No Pedro respondeu: "Arrependei-vos", e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo" (Atos 2 vv.37-38). A resposta de hoje em dia , seria: "Participe das campanhas, faça o sacrifício do dar tudo, e seja próspero". Diante da curiosidade de Nicodemos, Jesus Cristo disse: "Quem não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus" (João 3 v. 3). A resposta deste atual "outro evangelho": "Seja dizimista fiel". Se alguém perguntasse a Tiago o que deveria fazer para livrar-se dos encostos, ele prontamente diria: "Sujeitai-vos a Deus; resisti ao diabo, e ele fugirá de vós" (Tiago 4 v.7). A resposta do evangelho festivo seria: "Faça uma campanha de libertação, seja dizimista fiel, use lenços ungidos".
  Paulo confessa que "orou três vezes ao Senhor" para que o livrasse de um espinho na carne. Porém, o Senhor, em vez de atendê-lo, respondeu: "A minha graça te basta, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza". Reconhecendo a vontade soberana de Deus, Paulo se conforma e continua com seu espinho. E declara: "Portanto, de boa vontade me gloriarei nas minhas fraquezas", pelo que "sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Pois quando estou fraco, então é que sou forte" (2 Coríntios 12 vv.7-10). A orientação para esses casos, nos dias de hoje, é a seguinte: "Exija de Deus seus direitos", "Deus não quer te ver chorando", "É pecado oculto, confessa logo".
Será que é difícil entender que a cruz é pesada, Jesus Cristo não prometeu uma cruz de isopor com rodinhas, o caminho é estreito, não existem atalhos e e apenas um único caminho, e principalmente a porta é estreita, bem estreita mesmo e estas heresias vão deixar muita gente de fora naquele dia, no dia do Senhor.
Vou dar um conselho: Examine o que seu Pastor, seu dirigente, seu líder está pregando, não engula qualquer coisa, verifique se está de acordo com a palavra de Deus ou se é apenas invencionice humana. Na dúvida, se você não se sentir preparado, consulte outros irmãos mais experientes, se possível teólogos profundos conhecedores da palavra de Deus. Se precisar pode perguntar que eu respondo.
Que o amor de Deus que excede todo o nosso entendimento seja derramado sobre a sua vida e de sua família em nome de Jesus Cristo. Amém!