Data

A paz do Senhor Jesus Cristo. Hoje é

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Ossos sequíssimos

"E me fez passar em volta deles; e eis que eram mui numerosos sobre a face do vale, e eis que estavam sequíssimos."Ezequiel 37 v.2

Há muita discussão a respeito de que este relato fora de uma visão ou foi mesmo fato vivenciado por Ezequiel. Mesmo sendo esta discussão muito interessante não vou aqui colocar ou expor minha opinião sobre esta ótica, mas sim sobre o que a passagem relamente diz aos nossos corações, afinal ela trata de nossa condição espiritual. Começemos analisando o fato de que Deus diz a Ezequiel que era o povo de Israel, o povo de Deus. Quantas são as vezes em que nos sentimos secos e por que não dizer muitas vezes nos sentimos sequíssimos! Quantas vezes estamos mortos por dentros, embora pareçamos vivos por fora? Quando alguém pergunta como está nossa vida e respondemos: Só Deus sabe!
Em primeiro lugar devemos entender que o homem sozinho, por suas próprias forças, seus próprios talentos ou recursos não consegue sair da condição de "ossos secos". Existe sim alguma coisa poderosa, maravilhosa, majestosa, linda, bela e restauradora que nos tira desta condição: a palavra de Deus. Entretanto naão adianta apenas "escutar", temos que "ouvir" a palavra de Deus. O Senhor perguntou a Ezequiel:  "E me disse: Filho do homem, porventura viverão estes ossos?" (Ezequiel 37 v.3). A resposta de Ezequiel não poderia ser outra: Senhor Deus, tu o sabes! Neste momento entendo que o profeta compreendeu que só Deus, como afirmei acima, poderia dar vida àqueles esqueletos. Ressalto também que eram muito numerosos, olhemos ao nosso redor, quantos são os ossos secos? Agora olhe no espelho, o que você vê?  O Senhor ordenou que ele profetizasse a verdadeira restauração. O ouvir a palavra era e ainda é a chave desta restauração. Vejamos o que Jesus Cristo disse: “Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;”(Mateus 7 v.24 ). No momento em que ele profetizou algo começou a acontecer: vieram nervos, cresceu a carne e estendeu-se a pele, mas não tinham espírito. Faço uma pausa no racícinio para lembrar que não podemos interromper e nem achar por nós mesmos que a obra de Deus já está concluída.  Se Ezequiel tivesse parado de profetizar quando viu os nervos, a carne e a pele, teria apenas transformado aqueles esqueletos em cadáveres.   Muitas pessoas "mortas por dentro" começam a ouvir a Palavra de Deus e assim que passam a experimentar algum movimento, algum sinal de vida em seu interior, abandonam o caminho de Deus. Ainda não era a vida, mas, animados com alguns resultados imediatos, deixam de ouvir a pregação do Evangelho. Em breve o cheiro de carniça vai começar, pois tais pessoas foram transformadas de esqueletos em cadáveres.   Mas, se persistirem, receberão o sopro de vida. Aí, sim, o que Deus começou em suas vidas será completado. 
E então Deus completaria a obra ordenando a Ezequiel que disesse ao Espírito que entrasse neles e eles viveríam e assim aconteceu. E então se puseram de pé! Deus confirmou que os ossos eram a casa de Israel e que só assim eles seriam "ressuscitados". Seriam retirados de seus sepulcros, quem sabe hoje você se encontra "enterrado" por tribulações, aflições, enfermidades, problemas financeiros e outros e como Israel diz aos ouvidos do mundo: não tenho mais esperança, fui cortado dos planos de Deus. É chegado o homem de você se lembrar que é teu Deus. Quando Deus diz que os porá nas terras deles esta´simplesmente dizendo que cumprirá com suas promessas, cumpriu com as promessas que fez a Israel e cumprirá também as que fez a você. Dê hoje ouvidos a esta palavra, dê ouvidos a palavra de Deus. Não permaneça nesta condição de "ossos sequíssimos", ele veio para te dar vida e vida com abundância. Que o amor de Deus que excede todo o nosso entendimento seja derramado sobre a sua vida e de sua família em nome de Jesus Cristo.Amém! 
Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;
Mateus 7:24