Data

A paz do Senhor Jesus Cristo. Hoje é

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Abençoados e agradecidos ou abençoados e ingratos?

"Que darei eu ao Senhor, por todos os benefícios que me tem feito?" Salmos 116:12

Mais um ano se passou e sei que muitas foram as lutas, as provações, as tribulações, algumas enfermidades, problemas financeiros, enfim muita coisa aconteceu em 2013 que de alguma forma nos fez sofrer, nos fez chorar, nos fez clamar a Deus, buscar mais a Deus, pedir mais a Deus. O mais maravilhoso é saber que Deus ouviu nosso clamor, atendeu aos nossos pedidos e nos deu muitas vitórias, muitas bênçãos, muita alegria. Mas a pergunta é a seguinte: abençoados e agradecidos ou abençoados e ingratos?



Crente tem o apelido de pidão, pede, pede e pede a Deus e muitas vezes recebe e nem sequer agradece. Age como se Deus fosse obrigado a fazer por que é para fazer para o crente, afinal se Deus não fizer não é Deus.  Com certeza no ano passado muitas foram as bençãos de Deus em sua vida, na vida da sua família. Hoje em dia são muito raros os cultos de Ações de Graças, não sei se antigamente Deus abençoava mais do que hoje e por isso o povo agradecia mais ou se hoje ele ainda abençoa muito e o povo que é ingrato; coloquei as duas opções apenas para ilustrar, pois sei que o que acontece hoje é muita ingratidão para com Deus, chega a ser um problema cultural. Vou explicar minha teoria através de alguns exemplos que certamente acontecem com você ou com pessoas próximas: Ao comprar alguma coisa em uma loja ou mercado, que você mesmo pegou na prateleira, após o pagamento no caixa você diz obrigado? Sim ou Não? Ao abastecer o carro no posto de combustível você agradece ao frentista? Sim ou Não? Ao entrar na condução você agradece ao  motorista por ter parado no ponto quando você fez sinal? Sim ou Não?
Acredite a maioria das respostas é "Não", e a mesma coisa tem sido feita para com Deus. Temos recebido muitos benefícios do Senhor e nem sequer temos agradecido, quando o salmista diz: que darei eu ao Senhor? devíamos nós também fazermos a mesma pergunta e o mínimo que devíamos fazer é agradecer.
Deixando de lado o antropoformismo, quero que você se imagine presenteando uma pessoa que ao receber o presente salta  de alegria, te abraça, mostra para todos o presente que ganhou de você, liga para um monte de gente cheia de alegria, chama amigos e vizinhos para verem o seu presente. Você não vai ficar feliz com a atitude da pessoa? isso é óbvio! Agora se você dá um presente e a pessoa recebe como se fosse sua obrigação, se está embrulhado ela nem abre para ver o que é, deixa de lado e não dá importância com o você reage? Vejamos o que Jesus Cristo falou sobre ingratidão:“ Ai de você, Corazim! Ai de você, Betsaida! Porque se os milagres que foram realizados entre vocês o fossem em Tiro e Sidom, há muito tempo elas teriam se arrependido, vestindo roupas de saco e cobrindo-se de cinzas. Mas no juízo haverá menor rigor para Tiro e Sidom do que para vocês. E você, Cafarnaum: será elevada até ao céu? Não; você descerá até o Hades”! Lucas 10 vv. 13-15. Muitos de nossos pedidos não são atendidos pois temos sido ingratos, não temos percebido o como Deus tem feito maravilhas em nossas vidas, a maior forma de agradecer a Deus é apresentado a ele os nossos agradecimentos, nos aproximar dele com gratidão. Quero que você agora lembre-se das bençãos recebidas no ano passado e que você não agradeceu ou não se lembra de ter agradecido a Deus e faça agoraeste agradecimento e verás que as bençãos que agora estão retidas serão liberadas sobre você. Que o amor de Deus que escede todo o nosso entendimento seja derramada sobre a sua vida e de sua família em nome de Jesus Cristo. Amém!