Data

A paz do Senhor Jesus Cristo. Hoje é

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

O caminho do Senhor

“Todavia os filhos do teu povo dizem: Não é justo o caminho do Senhor; mas o próprio caminho deles é que não é justo.”
Ezequiel 33:17

Será que Deus precisa de nossa ajuda para apresentar ao homem um novo caminho? será que o caminho de Deus é muito tortuoso e difícil e por isso o homem precisa apresentar caminhos "alternativos"? Será que o caminho do homem mais justo que o caminho do Senhor? Certamente a resposta para todas estas perguntas é NÃO!

Atualmente é muito comum ouvirmos as pessoas dizerem que: "Todos os caminhos levam a Deus". É incrível a quantidade de religiões existentes hoje em dia. São tantas que até parece ser a mais pura verdade  a frase acima. Porém,  será mesmo que todos os caminhos levam a Deus? Será que Deus recebe qualquer pessoa que se diz estar buscando a Ele seja por qual caminho for? Sabemos que há o Espiritismo, o Budismo, o Catolicismo, Candomblé, Islamismo, Xintoísmo na Índia e muitas outras religiões. Todos os seguidores destas religiões dizem estar se achegando a Deus através das supostas revelações de seus profetas iluminados. Há outros também que preferem não seguir a nenhuma dessas religiões e por final acabam se decidindo encontrar a Deus dentro de si mesmos. Muitos dizem: "Não faço mal a ninguém, não mato, não roubo, não cometo traição nem falsidade, penso em Deus e quando morrer Ele com certeza vai me receber!" – Mas será ?? Essa ideia na verdade não passa de um "caminho próprio", um “caminho justo” sugerido por muitas pessoas que preferem não ter um compromisso maior com Deus.

Vou te dizer uma coisa: "Deus mesmo criou um caminho para se achegar a Ele !" Não precisamos criar ou procurar um outro caminho. Quer uma prova desta verdade ? A prova está na Bíblia Sagrada, que nada mais é do que "A palavra de Deus!" - O plano de Deus para o homem encontrar a Ele está tão somente na Bíblia Sagrada. Então vejamos o que diz a palavra do próprio Deus. No evangelho de  João 3 vv.16,17 diz o seguinte: "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.".
Vamos a outra prova: em João 14 vv. 5,6 diz "Disse-lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho? Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." E se ainda você não estiver satisfeito, finalmente leia mais esta grande verdade em I Timóteo 2 vv. 5-6: "Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem. O qual a si mesmo se deu em resgate por todos."
  Será o caminho de Deus difícil demais?
Porém, não encontramos na palavra de Deus somente menção de que o caminho de Deus é um caminho de dificuldades, difícil, estreito. A sabedoria dos provérbios aponta para um lado importantíssimo sobre o caminho de Deus. O provérbio diz que “o caminho do SENHOR é fortaleza para os íntegros”.
A palavra “fortaleza” empregada no texto  indica que o caminho de Deus é um refúgio, uma proteção, um esconderijo. Ou seja, andar na prática da vontade de Deus, é andar protegido pelo próprio Deus. Assim, as dificuldades não são fator de temor, pois todas podem ser vencidas, afinal, estamos refugiados em Deus, pois andamos em Seus caminhos.
Apesar de muitos invejarem a “facilidade” dos caminhos em que andam os perversos (no caminho largo), podemos ver que a sabedoria dos provérbios nos mostra que o caminho dos perversos é terrível: “O caminho do SENHOR é fortaleza para os íntegros, mas ruína aos que praticam a iniquidade.” (Pv 10 v.29). O caminho de Deus representa a ruína aos perversos porque é nos caminhos de Deus que está a vida. Quando os perversos rejeitam os caminhos do Senhor e procuram seu próprios caminhos, rejeitam a vida, e atraem sobre si a ruína. A palavra “ruína”, empregada no provérbio, indica destruição, tragédia, desgraça. Esse é o resultado final do caminho largo ou da rejeição ao andar no caminho de Deus, andar no caminho justo, justo aos olhos do Senhor.
 Tenho que lembrar que: “O caminho de Deus é perfeito; a palavra do Senhor é provada; é um escudo para todos os que nele confiam.”(Salmos 18:30), ou seja, é perfeito não preciso modificar nada, nem acrescentar, nem diminuir. Não posso criar atalhos, fazer novas trilhas devo apenas seguir o caminho que me é proposto pelo Senhor. Que o amor de Deus que excede todo o nosso entendimento seja derramado sobre a sua vida e de sua família em nome de Jesus Cristo. Amém!

Todavia os filhos do teu povo dizem: Não é justo o caminho do Senhor; mas o próprio caminho deles é que não é justo.
Ezequiel 33:17