Data

A paz do Senhor Jesus Cristo. Hoje é

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

O Aprisco

Ovelhas perdidas têm sido o meu povo, os seus pastores as fizeram errar, para os montes as desviaram; de monte para outeiro andaram, esqueceram-se do lugar do seu repouso.”
Jeremias 50:6
  Aprisco é uma instalação para recolher as ovelhas durante a noite, proteger os animais da chuva e do frio. Oferece sombra em dias de calor, tem grande importância na proteção do rebanho contra predadores e contribui para diminuir a taxa de mortalidade de cordeiros devido a condições ambientais desfavoráveis.
 Nosso aprisco atual é a igreja onde congregamos, onde encontramos outros irmãos e irmãs, ou seja, onde encontramos outras ovelhas que também estão em busca de proteção, de refúgio. Mas, infelizmente muitos desses "apriscos" já não são mais refúgios, já não são mais abrigo, já não tem o propósito de proteger dos predadores. Continuamente as ovelhas tem mudado de aprisco (nunca se mudou tanto de igreja como hoje em dia) em busca do "aprisco perfeito" e muitas destas mudanças são feitas devido aos pastores (claro que existem outros fatores, mas vou me focar neste em especial) que a cada dia mais medem seu sucesso pela quantidade de ovelhas em "seus rebanhos" (como se não fosse o rebanho do Senhor) e prendem as ovelhas com rédeas curtas para que sob o seu jugo não sejam perdidas de vista e já não se preocupam mais em protegê-las, mas sim em "mantê-las" em seu aprisco e não no aprisco do Senhor, não na Igreja, não na noiva de Cristo. 
Quanto àquelas que se rebelam e "fogem" dos seus apriscos são dadas como desviadas, críticas do evangelho, rebeladas e até filhas de Belial.  Quanta imaginação é utilizada como justificativa para a saída das ovelhas e muitas delas saem machucadas, destruídas, sem rumo certo.O Senhor já disse:“Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto, diz o SENHOR.”(Jeremias 23 v.1).  
Inventam-se atrativos mil a fim de manter as ovelhas nestes "apriscos", métodos de diversão, métodos de trabalho, atividades extra-igreja; quando no verdadeiro aprisco as ovelhas se sentem felizes com o pão da vida (“Eu sou o pão da vida.”João 6 v.48). 
É verdade que aprisco tem cercas, seu espaço é limitado, entretanto as cercas são para proteger as ovelhas, não são para oprimi-las, o espaço não é tão grande para que possam estar umas próximas das outras quando o frio chegar (através de lutas, dores, tribulações), para que possam se conhecer melhor. A opressão tipificada no legalismo e na meritocracia tem dispersado muitas ovelhas do pasto do Senhor e as levado para as garras dos predadores, já que estas ovelhas imaginam que todos os apriscos são iguais, todos são opressores, que o jugo e fardo são pesados, que não haverá bom pasto, que serão maltratadas e o que é pior: não se julgam mais ovelhas, não se julgam mais dignas de fazerem parte do rebanho do Senhor. 
Pastores, aprisco é o lugar preferido das ovelhas. Se a parte do rebanho do Senhor que está sob seus cuidados está se dispersando, pergunte a Deus o que está acontecendo. Se for sua culpa lembre-se:
Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto, diz o SENHOR.”(Jeremias 23 v.1). Coloque-se na posição de Deus como Pastor de seu rebanho "mesmo" e não se esqueça: O rebanho é do Senhor, o aprisco funciona de acordo com as regras (A palavra de Deus) do Senhor. Que o amor de Deus que excede todo o nosso entendimento seja derramado sobre sua vida e de sua família em nome de Jesus Cristo. Amém!
Ovelhas perdidas têm sido o meu povo, os seus pastores as fizeram errar, para os montes as desviaram; de monte para outeiro andaram, esqueceram-se do lugar do seu repouso.
Jeremias 50:6