Data

A paz do Senhor Jesus Cristo. Hoje é

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Cada um no seu quadrado!

"E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores," Efésios 4 v.11

Para que eu possa fazer algo com perfeição eu preciso ser especializado, aperfeiçoado, adquirir experiência na área em que sou profissional; não sou eu quem dito as regras do mercado de trabalho, elas existem a fim de que as indústrias e o comércio funcionem de modo a atender às expectativas dos empregadores e dos consumidores. Ou seja, preciso ser bom naquilo que faço, preciso me especializar em algo e ter meu foco naquilo que me propus a fazer. A nossa vida na igreja,  na obra do Senhor não é diferente. Cada um tem seu chamado e deve zelar para fazer o seu melhor naquilo ao qual foi chamado para fazer.



Quando Paulo listou as especialidades é óbvio que ele não foi restritivo, não quis limitar a atuação de ninguém, mas não podemos deixar de lado o fato de que ele começa dizendo:  "E ele mesmo deu...".
Ressalto que existem sim os diversos ministérios ( "E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo."I Coríntios 12 v.5) e que de igual modo tem que haver zelo e dedicação o que enfatizo neste texto é que não posso me intrometer, avaliar, julgar e censurar quem tem o chamado que eu não tenho, quem Deus deu o dom que eu não tenho, não posso querer corrigir alguém que Deus colocou em uma posição.
Ainda dentro deste raciocínio, não sei como será o dia de amanhã, hoje estou em uma posição, aprendendo, me aperfeiçoando, ganhando experiência com os mais experientes e amanhã posso estar em outro "quadrado". Entendo que: "Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo;" Filipenses 1 v.6, e isso é para todos e ao mesmo tempo não é, como assim? Vou explicar: o fato de aceitar Jesus Cristo como único e suficiente Salvador da sua vida, ser batizado nas águas e em alguns casos ser batizado com ou pelo o Espírito Santo não significa que tenha necessariamente que participar do Ministério local, ter uma atividade ou uma responsabilidade na igreja. O modus operandi de Deus é de Deus e só ele sabe como usar ou se vai usar alguém como ferramenta em sua obra, só Deus sabe se vai precisar. Fico pasmo com ministérios que a título de "crescimento espiritual" colocam novos convertidos e recém-batizados em cargos, à frente de responsabilidades, cobram presença em  muitos eventos e atividades da igreja. Crescimento Espiritual tem a ver com intimidade com Deus, com conhecimento de Deus e de sua Palavra, não é o fazer a obra que vai me fazer crescer. Quando a Bíblia diz que a fé sem obras é morta ("Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta." Tiago 2 v.26), quer dizer não obras na igreja, não obras para o homem ver, não envolvimento com muitos trabalhos na igreja, mas sim com "produtos" da sua fé. Não se turbe com o fato de você ainda não ser chamado por Deus para fazer algo em sua obra; não se preocupe com quem se envolve em muitas coisas na igreja e nem se engane: muito envolvimento não significa santidade! Que o amor de Deus que excede todo o nosso entendimento seja derramado sobre a sua vida e de sua família em nome de Jesus Cristo. Amém!
Adquira o meu livro Serviço Ministerial - O ofício do Obreiro na casa de Deus, clicando aqui!