Data

A paz do Senhor Jesus Cristo. Hoje é

terça-feira, 10 de abril de 2012

Não viva de aparência!

"Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como:Não toques, não proves, não manuseies?
As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne" Colossenses 2 vv. 20-23

Me pergunto porque certos ministérios e certas pessoas não conseguem se manter na presença de Deus e analiso muitos casos e tenho nesta passagem acima encontrado a resposta certíssima a esta questão: "os extremos sempre são perigosos!" Como assim? Vou tentar esclarecer meu raciocínio. É bem verdade que quando estávamos no mundo, andávamos como no mundo, víviamos como o mundo, sim com certeza era assim, mas agora não é mais, afinal a aparência deste mundo passa (1 Coríntios 7 v.31) e nós somos novas criaturas em Jesus Cristo (2 Coríntios 5 v.17), certo? Certíssimo você responderá e eu te direi afirmativo agora é assim não somos deste mundo e nem devemos andar como este mundo, porém a transformação vem de Deus, não de mim ou de homem ou Ministério algum nesta terra, neste mundo. O ser uma nova criatura vai muito além de atitudes e vestes mudadas, de rituais ou de frequencias aos cultos (Gálatas 6 v.15). O que quero dizer com "os extremos são perigosos" é que não posso ser muito rígido, nem muito frouxo em relação a minha nova vidad com Deus, afinal de contas Deus não espera de nós perfeição. Ele nos chama para progredir, esta progressão é para o alvo, abandonar o pecado, que significa erra o alvo, e seguir para a salvação eterna em Jesus Cristo (1 Pedro 1 v.9). Quando vejo pessoas, principalmente jovens, que antes viviam na perdição, porém agora andam de maneira bem diferente (vestidos dos pés a cabeça, sempre com a Bíblia na mão, subindo os montes, jejuando, orando de joelhos, louvando em alta voz), glorifico a Deus e peço a Ele que lhes abra os olhos e que possam ver, primeiro que a salvação não depende de nossas atitudes, gestos, roupas ou obras (Efésios 2 v.8), e que quando eles se pautam nestes pontos e não na palavra de Deus, estão sim firmando suas casas na areia e não na rocha. A aparência pode ser de santidade, mas a santificação não é instantânea, é um processo continuo e o que é pior muitas vezes (na maioria) é um processo doloroso para aqueles que não estão alicerçados na palavra de Deus. Talvez por isso também que muitos tem aceitado Jesus Cristo e pouco tempo depois saido da presença de Deus frustados, pois foi apresentado a eles um jugo pessadísimo no qual somos (até mesmo nós os mais experientes) incapazes de suportar por muito tempo. O outro extremo é o no qual aceitam ao Senhor "só um pouco", como pode ser isso? Ora aceitam que Jesus Cristo seja o Senhor de apenas "partes" de suas vidas e servem a Deus de maneira desleixada, de qualquer maneira, tem até uma certa aparência de santificação em determinados momentos e situações, contudo são somente aparentes as mudanças. Os dois extremos são perigosos, haja visto que provocam uma multidão de afastados e de descontentes com o evangelho que tem agora um coração petrificado para receber a palavra de Deus. E pasmem são multiplicadores deste pensamento de que o jugo é pesado de mais ou de que é leve de mais. O que tem faltado hoje em dia são líderes voltados não para quantidade, mas sim para a qualidade das almas que adentram o seu rebanho. Tem faltado um discipulado correto que tem como propósito fortalecer a doutrina, não de homens, do nosso Senhor e salvador Jesus Cristo aos que o aceitam e vem em busca d'Ele. Muitos tem vivido de aparências durante muito tempo, mas naquele grande dia podem ouvir: "Afastai-vos de mim, pois não vos conheço". Tudo o que é muito rígido prova que não dá acesso ao seu conteúdo, não podemos ver o que está dentro, como é de verdade, e tudo o que é muito maleável, frouxo, não consegue reter nada dentro, tudo vaza. Que não sejam as aparências e sim a reta justiça o indicador de que estamos progredindo (João 7 v.24) no processo de santificação que é o único que nos garante a salvação, Deus nos chamou para a santificação (1 Tessalonicenses 4 v.7), para que por ela alcancemos a vida eterna (Romanos 6 v.22). Já que sem satificação ningém verá o Senhor (Hebreus 12 v.14). Que o amor de Deus que excede todo o nosso entendimento seja derramdo sobre sua vida e de sua família em nome de Jesus Cristo. Amém!
Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas.
1 Pedro 1:9
Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas.
1 Pedro 1:9
Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas.
1 Pedro 1:9
Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como:

Não toques, não proves, não manuseies?

As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens;

As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne.
Colossenses 2:20-23